Anuncie aqui !
Saúde

Número de mortes por gripe no Paraná chega a 43

Desde o início do ano, o Estado já confirmou 146 casos.

06/06/2019 14h57
Por: Portal Curiúva
208

O novo boletim da gripe divulgado nesta quarta-feira (5), pela Secretaria Estadual da Saúde, confirma 33 novos casos da gripe Influenza no Paraná. Desde o início do ano, o Estado já confirmou 146 casos. São quadros de gripe que se agravaram e foi necessária a internação do paciente.

As mortes por gripe chegaram a 43 nesta semana, distribuídos por 13 Regionais de Saúde, sendo 38 por H1N1. O município de Foz do Iguaçu concentra o maior número de óbitos, com 9 casos. Do total de mortes, 29,3% estão relacionadas a pessoas com mais de 60 anos.

As mortes foram registradas em 13 Regionais de Saúde: Paranaguá, com 3 mortes; Metropolitana de Curitiba, com 9 casos; Irati, 1; Pato Branco, 1; Foz do Iguaçu, 10; Cascavel, 6; Campo Mourão, 3; Umuarama, 1; Paranavaí, 4; Maringá, 1; Apucarana, 1; Londrina, 1; e Toledo, 2.

Vacinação

A vacinação para os grupos prioritários foi encerrada dia 31 de maio e a cobertura vacinal desses grupos ficou em 83,91%. O saldo de vacinas, aberto à população em geral, era de cerca de 1 milhão de doses, deste total, até esta quarta-feira (5), cerca de mais 376 mil doses haviam sido aplicadas em todo o Paraná. 

Prevenção

De acordo com o enfermeiro coordenador da Divisão de Doenças Transmissíveis da Secretaria da Saúde, Renato Lopes, a maneira mais eficaz para se proteger da gripe é a higiene das mãos. “Lavar as mãos com frequência deve se tornar um hábito. Esta é a melhor maneira de se proteger não só da gripe, mas também de outras doenças”, afirma.

As superfícies e objetos que entram em contato frequente com as mãos, como mesas, teclados, maçanetas e corrimãos, devem ser limpos com álcool. Objetos de uso pessoal, como copos e talheres, não devem ser compartilhados. Também é necessário evitar ambientes fechados e aglomeração de pessoas.

Segundo Lopes, outra orientação importante é cobrir a boca e o nariz com um lenço descartável quando for tossir ou espirrar. “Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e a ingestão de líquidos também ajuda na manutenção da imunidade”, acrescenta.

Os sintomas da gripe são febre alta, acima de 38ºC, e com início repentino; tosse persistente; inflamação na garganta, sensação de cansaço, calafrios, dores musculares intensas e principalmente dificuldade para respirar. A partir do início desses sinais, o quadro pode evoluir rapidamente para uma pneumonia ou outras infecções.

Colaboração AEN

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.